domingo, 25 de novembro de 2007

Contemplações

Olho em volta e constato que vivo num mundo complexo. Vejo edifícios que são grandes obras de engenharia; vejo aparelhos de alta tecnologia. O que vejo é um mundo tecnicista onde cada um é aquilo que consegue fazer com a ciência que lhe é fornecida, um mundo onde só é bom aquele que dá novidades à sociedade... Um mundo que nos pede que olhemos em frente - e em frente apenas - deixando-nos levar no maquinal frenezim de seguir os outros.
Mas nada me atrai... nada me leva a parar, olhar para o lado e seguir um novo caminho. Todavia, faço-o... paro e sento-me, não sei onde, mas sento-me e penso porque é que nada me desperta vontade de ser eu, a vontade de ser único!
E eis que, algo me ataca. Algo pequeno mas forte e frio, e, como que ameçado por algo, levanto a cabeça em sobressalto: Chuva!

A multidão corre para se abrigar - pararam de olhar apenas em frente!? - mas eu avanço, avanço e molho-me... Mas sinto-me vivo! Finalmente, vivo! Mas olho à volta e estou só... Eles querem-me tapado e resguardado, mas eu mando-os à fava!!
Eles chegam a casa chateados porque a chuva lhes atrapalha a vida...

Eu chego a casa e regalo-me porque a chuva me fez viver!

4 comentários:

SoFt disse...

ola!

como eu ja te disse, acho que o texto está muito bom.
escrevs mto bm :)

sabe mm mto bm ficar debaixo da chuva.. o problema é a constipação q apanhamos a seguir lol :P :)

continua assim :)

afonsinho viegas disse...

Vida de merda. Vida chuvosa. Vida cadela. A vida é um vale de gotas. A vida empesta. A vida é horrível. Então eu digo caga na puta da vida porque a vida é curta.

so de te ver a enrolar um ja fico extasiado:p

Anônimo disse...

grande texto! sem dúvida para os meus favoritos.

menina CC * seus doidos

villas e reis disse...

a chuva da vida tao bem descrita...

e duma chuvada destas que eu tou a precisar...

abraço.